23
set

18 anos da Linha Turística do Bonde

Programação:

10h30 – Benção dos bondes, a cargo do frei Hipólito Martendal

10h30 – Abertura da exposição fotográfica ‘Linha Turística do Bonde – 18 anos’, produzida pela Secretaria de Turismo de Santos (alpendre da Estação do Valongo)

11h – Abertura da Praça de Alimentação, no Santuário de Santo Antônio do Valongo, com especialidades das culinárias americana, brasileira, italiana, japonesa e portuguesa

11h às 17h – Passeios na Linha Turística do Bonde, com saídas a cada meia hora; tarifa especial a R$ 3,50

11h30 às 15h – Almoço Nacionalidades, no Estação Bistrô Restaurante-escola

11h30 às 16h30 – Visita à Garagem dos Bondes, instalada no Armazém 12-A do Valongo, com monitoria de guia de turismo - saída a cada hora para roteiro de 40 minutos, que envolve apresentação de linha de montagem, com peças e equipamentos utilizados nos elétricos; bondes japonês, português e o veículo que operou na Estrada de Ferro Elétrica Votorantim, todos em processo de restauro, e exposição fotográfica enfocando o modal, produzida pela Fundação Arquivo e Memória de Santos (Fams)

12h – Clube do Choro (apresentação com repertório brasileiro)

12h30 às 16h30 – Maquiagem infantil e escultura em balões (térreo da Estação do Valongo)

13h – Associação Japonesa (apresentação)

14h – Jazz Walkers Street Band (apresentação com repertório norte-americano)

14h30 – Bonde Arte, com bate-papo sobre o bonde, a cargo da escritora Lygia Lolo Silva de Carvalho, autora do livro Aquele tempo passou – Fragmentos de Memória, Santos nas décadas de 40 e 50; venda antecipada de bilhetes, a R$ 3,50, no Museu Pelé  

15h – Oscar Guzella & Orquestra (apresentação com repertório italiano)

15h30 - Bonde Arte, com bate-papo sobre o bonde, com o empresário Miguel Escandon sobre o tema Um bonde chamado saudade; venda antecipada de bilhetes, a R$ 3,50, no Museu Pelé   

16h – Rancho Folclórico Verde Gaio (apresentação portuguesa)

16h30 – Passeio extra no Bonde Arte, com bate-papo sobre o bonde, com o empresário Miguel Escandon sobre o tema Um bonde chamado saudade; venda de bilhetes, a R$ 3,50, no domingo, no Museu Pelé   

17h - Encerramento