27
jun
28
jun

Estado de sítio

O espetáculo é uma versão do diretor, cenógrafo e figurinista Gabriel Villela para a fábula de uma cidade espanhola que é invadida pela Morte e Peste, escrita pelo escritor e filósofo Albert Camus. Após os maus presságios pela passagem de um cometa, os habitantes de Cádiz, na Espanha, passam a ser governados pela Peste, que depõe um governo reacionário e institui um poder arbitrário por meio da ameaça de morte. Ela instaura o Estado de Sítio e cria um regime burocrático, esvaziado de sentido e dominado pelo medo.