17
nov

Fórum Social da Baixada Santista

Com o tema “Outro País é Possível”, acontece, de 17 a 19 deste mês, o Fórum Social da Baixada Santista. A abertura terá palestra do frei dominicano e escritor Carlos Alberto Libanio Christo, O Frei Betto, e apresentação do Grupo Vozes do Sindicato dos Bancários. O objetivo do encontro é fortalecer a sociedade civil para exigir transparência e exercer o controle social junto à gestão pública regional.

Programação:

Sexta-feira
Local: Unifesp - Rua Silva Jardim, 136, Vila Mathias, em Santos
9h - Encontro de comunidades caiçaras
11h - Encontro das comunidades indígenas – demarcação de terras indígenas e o contexto da Baixada Santista
14 - Saúde Indígena - desafios e perspectivas

Local: Unifesp – Rua Carvalho de Mendonça, 144, Encruzilhada, em Santos
16 - Mesa-redonda - Análise da Conjuntura Política, Econômica e Social do Governo Temer, com Arthur Chioro (médico e ex-ministro da Saúde), Daniel Vazquez (professor universitário e doutor em Desenvolvimento Econômico), Maria do Rosário Correia de Salles Gomes (assistente social e professora) e Selma Rocha (historiadora)
19h - Apresentação dos objetivos do Fórum Social da Baixada Santista, com Sérgio Sérvulo da Cunha (coordenador geral do Fórum da Cidadania) 19h30: Apresentação do Grupo Vozes, do Sindicato dos Bancários de Santos
20h - Conferência magnaOutro País é Possível, com Frei Betto (frade dominicano e escritor)

Sábado
Local: UniSantos - Av. Conselheiro Nébias, 300, V. Mathias, em Santos

Das 9h às 18h - Realização de atividades autogeridas por organizações da sociedade civil regional sobre as múltiplas abordagem temáticas relacionadas a questões sociais, econômicas, políticas, ambientais e culturais a partir de suas experiências e respectivas áreas de atuação

Domingo
Local: Cadeia Velha - Praça dos Andradas, s/nº, Centro, em Santos

Das 9h às 13h - Feira de produtos orgânicos, artesanais e gastronômicos produzidos por grupos de empreendimentos econômicos solidários e grupos de comunidades tradicionais. Simultaneamente, ocorrem intervenções culturais de teatro, música e galeria
11h - Mesa-redonda - Sociedade Civil e Transformações Sociais: Resistência Popular, Participação e Justiça Social, com José Pascoal Vaz (economista, Maurício Piragino (integrante do Movimento Estadual de Combate à Corrupção Eleitoral) e Raimundo Bonfim (coordenador da Central de Movimentos Populares)