Sítio Itabatatinga

Com 9 alqueires de área, o Sítio Itabatatinga é formado por mata nativa, onde se destacam palmeiras e plantações de banana, além de elevações naturais parcialmente cobertas pela mata. Entre 1900 e 1935, o local – então com 20 alqueires - pertenceu ao construtor espanhol João Esteves Martins, responsável por diversos plantios.

Represa

No final de uma trilha, uma antiga represa de águas límpidas é convite para refrescar o corpo e apreciar o bioma. Para completar o cenário, há ainda a Gruta Esteves, descoberta em 1915, com 5 metros de altura, formada por rochas que sofreram erosão, e a Fonte dos Amores, de 1900, que verte água fresca e potável.

História

Com 400 m², a casa do sítio possui senzala no andar inferior, cujas argolas de ferro que prendiam os negros ainda lá se encontram. Nas paredes, há materiais da construção, como massa de sambaqui, pedras e pedaços de tijolos, e até divisórias de madeira. Há ainda ruínas de um alambique do início do século 19.